Olá pessoal, já faz um tempinho que não escrevo nada aqui no blog. Em parte porque eu estava numa correria sem fim por causa do trabalho, e também porque eu estava meio que sem novidades que valessem a pena contar pra vocês.

Dito isso, agora eu tenho uma novidade fresquinha para contar.

Eu percebi que, ultimamente, estava engordando bastante e que meu nível de energia estava um pouco baixo. Pesquisando as possíveis causas, encontrei alguns prováveis responsáveis. E um que me chamo bastante a atenção foi a alimentação.

Alimentação saudavel

Comecei a estudar um pouco sobre nutrição e sobre como funciona o nosso sistema digestivo para tentar entender melhor o que se passava em meu corpo.

Eu não tenho o hábito de me alimentar mal, mas devido a agitação dos últimos tempos, tenho comido bastante fora e também abusado das refeições rápidas e barrinhas.
Isso por si só já seria um problema, mas havia um agravante.

Depois de estudar eu comecei a perceber o que de fato estava ingerindo e vi que em tudo havia glúten. Um dos vilões em ascensão dos últimos tempos.

Dieta Sem gluten

O glúten não é ruim, a não ser que você já tenha alguma intolerância ou doença pré existente.

Porém o que me chamou atenção foi a quantidade absurda de glúten que todos nós, que comemos coisas industrializadas ingerimos. E não é porque estamos comendo muito, e sim porque a concentração de glúten dos alimentos industrializados é absurda.

Isso muito provavelmente se deve ao fato do aumento da demanda de trigo nos últimos tempos. Para acompanhar esse crescimento deve ter sido feita alguma mutação genética no trigo, que consequentemente aumento e muito a concentração de glúten no mesmo.

Deixando os fatos científicos de lado, eu estava pensando como iria diminuir o trigo, pois eu adoro uma bela macarronada. E não é que da pra encontrar onde comprar macarrão sem glúten.

Vou te dizer, não é fácil. Eu rodei a minha cidade inteira e não encontrei.

Porém, pesquisando na internet eu encontrei a melhor loja de produtos sem glúten de todas. Eles tem uma enorme variedade de macarrões, biscoitos, pães entre outros. Foi ai que eu resolvi tentar tirar o glúten da minha dieta.

Não é uma coisa simples de se fazer. Ainda mais se você tentar tirar o glúten totalmente. Pois há muitos alimentos industrializados que não tem glúten em sua composição. Mas as vezes durante o processo de fabricação, ele pode entrar dentro de um máquina que estava processando algum produto com glúten anteriormente, e consequentemente ter uma quantidade de glúten. Mas fique tranquilo, isso sempre vem com aviso na embalagem do produto.

Desde então, venho experimentando de tudo nesse mundo sem glúten. Agora vou arriscar fazer uma bela torta de frango. Só para saber. Alguém já usou essa farinha sem glúten? Ou tem alguma outra indicação.

Acho que a farinha é um dos ingredientes que é preciso acertar para ter sucesso na torta.

Se alguém mais estiver nessa onda de cortar o glúten deixa um comentário ou relato aqui embaixo, vai me ajudar bastante.

Por hoje é só.

Abraços

Não sei se você é igual a mim, mas de uns tempos pra cá eu comecei a gostar de me vestir melhor e gostar de roupas de marca. Porém, esse novo gosto, veio com o seu preço, e como você pode imaginar, veio praticamente em dólar. Isso mesmo. Tenho comprado roupas importadas e estava gastando uma fortuna nisso.

ESTAVA, pois depois que eu aprendi algumas técnicas, eu estou economizando até 70% do meu dinheiro.

Quer saber como? Continue lendo o artigo.

Desde quando era criança, eu gostava de brinquedos e doces importados, em especial os que vinham do Japão. Qual era o problema disso? Eles eram muito caros aqui no Brasil, e muito difíceis de serem encontrados. Por sorte, sempre tinha algum parente indo viajar pra lá, dai aproveitava para pedir algumas coisinhas. Mas era bem complicado, pois você também não pode abusar né?! Ainda mais que eu não tinha tanto dinheiro na época, não tenho muito agora também, mas consigo me virar. Enfim, sempre ficava na expectativa de alguém ir viajar para conseguir comprar essas coisinhas.

brinquedos e doces importados

Mas o que isso tem a ver com roupas?!

Tudo! Pois eu comecei a gostar de roupas importadas a pouco tempo e estava passando a mesma ansiedade de quando era uma criança, esperando por doces e brinquedos. A única diferença, é que ao invés deles serem do Japão, eles são dos EUA.

Por sorte, alguns conhecidos tem ido viajar pra lá, e tenho feito algumas encomendas pra eles. Mas, sabe aquele sentimento de estar incomodando alguém durante a viagem, só pra te trazer algo porque você quer economizar? Pois é, eu não estava gostando disso. Fiquei imaginado como seria se meus amigos ficassem me pedindo tranqueiras enquanto eu viajo. Traria numa boa, porém é uma coisa a mais para se preocupar na viagem que eu não gostaria.

Qual foi a minha solução?

Comecei a pesquisar maneiras de como importar roupas de marca, direto dos EUA.

Vou te falar que não foi fácil achar informação útil na internet. Muitas pessoas falavam como fazer, porém cada uma falava uma coisa diferente da outra. E como saber em quem acreditar? Complicado né. Morria de medo de comprar alguma coisa e não chegar, ou ser taxado acima do correto (se você já pesquisou sobre importação, sabe que esse é um dos maiores medos dos iniciantes).

Milhares de dúvidas surgiram, como por exemplo:

  • Em qual site comprar?
  • Qual a numeração da minha calça nos EUA?
  • Qual tipo de frete usar?
  • Como economizar no frete?
  • Quanto vou pagar de tributo?
  • A mercadoria vai chegar na minha casa?
  • E muitas outras…

Realmente é como dizem por ai. A cada resposta que você consegue, milhares de dúvidas surgem.

Está desesperado do mesmo jeito que eu estava?! Não precisa mais.

Agora vou te dar o caminho das pedras, para não ter mais medo de nenhuma das perguntas acima.

Demorei para encontrar informação de qualidade. Até importei algumas coisas, juntando uma informação daqui outra dali. Porém, recentemente, achei o que eu chamo de “o melhor guia de importação”.

Sim, isso mesmo! Um guia.

Bom, na verdade não é um guia, está mais para um curso.

É o Importando com Sucesso Larissa. Quando você o acessa, tem várias vídeo-aulas, explicando todas as perguntas que eu sempre tive. Além disso, ela ensina a vender algumas coisas pela internet para gerar uma renda extra.

Bacana né?

Se você tem interesse de comprar roupas importadas a um preço 70% menor do que o praticado aqui no Brasil. Eu realmente recomendo a compra do curso. Apesar do curso ser pago, imagino que depois de umas 2 ou 3 compras, você já irá economizar o que gastou com o curso. Além de abrir uma oportunidade excelente de renda extra.

Espero que eu tenha conseguido ajudar, pelo menos, uma pessoa. Isso já é o suficiente para este post ter valido a pena.

Até a próxima.

Olá pessoal, tudo bem?

E ai, gostaram dos relatos da minha primeira decisão?! Te motivaram para tomar decisões diárias também??

Espero que sim!! =)

Agora que vocês já entenderam, mais ou menos, do que se trata esse blog, ficou até mais fácil escrever posts mais frequentemente.

A princípio, este post não estava programado, mas o assunto que vou abordar nele, veio em consequência da minha primeira decisão. Interessante como uma coisa leva a outra né?! Acho que isso pode até ser chamado de efeito composto, tido como a maior força do universo para Albert Einstein (assunto para um próximo post).

O que você vai ver aqui é como eu comecei a pesquisar, sobre a influência do hormônio chamado testosterona nos resultados de suas atividades físicas. Ele pode influenciar muito mais do que você imagina, acredite!

Bom, vamos ao que interessa.

No meu primeiro relato, eu contei pra vocês sobre a decisão de praticar atividades físicas diariamente. Foi bem impactante na minha vida e aumentou drasticamente a qualidade dela.

Vocês devem estar se perguntando: “O que mudou?”.

Pra começar, eu tenho muito mais disposição no dia a dia para executar as atividades que preciso. Sempre achei balela quando me falavam que praticar atividades físicas ajudaria na sua disposição, pois, a principio, você gasta sua energia. Como gastar energia pode me dar mais disposição?! Acho que tem a ver com hormônios e felicidade, sei lá. O fato é que, realmente ajuda.

Outra coisa que aconteceu, comecei a perceber mudanças em meu corpo (não virei o Arnold Schwarzenegger ainda, mas chego lá rsrsrs). Infelizmente, eu não fiz as medições em meu corpo quando comecei a me exercitar, porém é perceptível que eu consegui reduzir o percentual de gordura, pois até consigo ver alguns músculos, e também ganhei um pouco de massa magra. Bacana né?! Então a partir disso eu comecei a pesquisar “Porque” ou “O que” fazia aquilo acontecer.

Depois de muito google na veia, descobri que um dos fatores que tem mais influência, é um hormônio chamado TESTOSTERONA. Achei as informações aqui neste site.

Tá eu sei que você pode me achar um idiota por não saber disso, mas realmente foi uma descoberta pra mim. Esse hormônio tem impacto direto no aumento de massa muscular e em outros fatores bem visíveis no seu corpo, como por exemplo no crescimento de cabelos.

Durante muito tempo eu ficava comprando produto para crescer cabelo e não tinha nenhuma idéia de como eles funcionavam. Se eu soubesse que aumentar testosterona seria a solução, com certeza teria começado a praticar atividades físicas antes.

A terceira grande mudança foi que eu comecei a ser uma pessoa muito mais disciplinada. Acredito que por começar a ter o hábito de me exercitar todos os dias, e fazer daquilo minha rotina, foi mais fácil de eu encarar outras atividades dessa maneira também. Se você já tentou começar a fazer academia, sabe que as 2 primeiras semanas são bem sofridas. Dores no corpo todo, vontade de não ir lá, vergonha de puxar pouco peso são algumas das barreiras que estão lá para fazer você desistir logo no começo. Mas como este ano estava determinado, nada iria me parar.

 


E não é que uma simples decisão na minha vida (me exercitar diariamente), começou a gerar uma mudança super radical e positiva?! Legal né, espero que vocês também tomem uma decisão dessas e comecem a notar as mudanças e impactos que elas podem te trazer.

Tomara que tenham gostado do post, até a próxima.

Falaaa pessoal.

Lembram como começou esse blog?! Poisé, agora eu vou contar como foi que eu tomei a minha primeira decisão e como está sendo o resultado dela.

Depois de achar que a minha vida estava um pouco monótona e sem objetivos, decidi que ia começar uma mudança a respeito. O melhor jeito que eu encontrei para medir o impacto dessa decisão, foi ir pra cima de algo que eu realmente pudesse ver todo o dia. A partir disso, cheguei a conclusão que iria mudar a minha fisionomia. Não pra ser o cara mais bombadão, ou sair pegando todas, mas realmente para eu ver se era possível realizar essa mudança e também conseguir enxergar essa evolução todos os dias com o tempo.

O primeiro passo foi me matricular numa academia na minha cidade. Pesquisei várias (nem tinha noção de como pode ser caro praticar atividades físicas), muda muito o estilo de cada uma e a faixa de preço. No final acabei optando por uma intermediária, pois não queria gastar muito e também não sabia se ia me manter lá por muito tempo.

Segunda feira, 07 de setembro de 2015 comecei os meus treinos. Olha vou dizer que não foi nada fácil viu, primeiro veio a sensação de que eu era mais fraco que todo mundo na academia, sem contar as dores que fiquei o resto da semana. Mas como eu estava com um objetivo claro de mudar minha vida, não poderia deixar isso me abalar, então me mantive firme.

Depois de passar 1 mês treinando e não ver nenhum resultado efetivo eu cheguei a conclusão de que algo não estava certo. Poderia ser a minha maneira de treinar, de alimentar ou minha genética. Resolvi pesquisar melhor e descartei a opção genética, pois poderia ser muito fácil pra eu desistir por causa disso. Sobraram duas coisas, alimentação e maneira de treinar. Qual delas seria a responsável pela falta de resultados? Poderia ser as 2 juntas?! Sim, com certeza! Então resolvi atacar as 2 causas da minha falta de resultados de uma vez só. Contratei o melhor Personal Trainer em Suzano que encontrei e também fui atrás de uma amiga minha que era nutricionista e segui todas as instruções que eles me passavam.

Mais 1 mês se passou, e comecei a ver resultados, não estava aonde eu esperava, mas pelo menos eu vi uma evolução que era exatamente o que eu queria, uma prova visível para continuar treinando. Me motivei e continuei. E sabe aquela frase que você escuta quando está no começo da academia “O começo é ruim, mas depois você não fica sem!”, foi exatamente o que aconteceu comigo.

Hoje (08/01/2016) não preciso mais ficar me olhando no espelho para ver uma prova de que é possível evoluir e continuar com os treinos diários, acredito que virou um hábito já. Eu até já gosto de falar sobre o assunto. Muitas vezes fico discutindo tipos de treinamento com meu amigo que é Personal Trainer em Mogi das Cruzes e também as vezes troco email com outro amigo que estudou comigo e é Personal Trainer em Florianopolis. Aliás, eu falei para eles olharem o site achepersonaltrainer.com que foi onde eu encontrei o meu.

Não sei se é aquele negócio de que fazer algo por 30 dias vira um hábito, mas realmente estou meio viciado em academia. E realmente estou vendo uma evolução física e gostando bastante dos resultados.

Bom pessoal, “Decisão 1” relatada! Espero que tenham gostado, aguardem por mais relatos que já já sai mais.

Abraços

Ola, se você já leu a minha página de “Sobre” você já deve saber mais ou menos o que esperar.

Esse é o meu primeiro post, e por isso vou falar mais ou menos o que eu andei fazendo e decidindo nos últimos tempos.

Meu nome é Mathew e o real motivo deu criar este blog, é para ter um comprometimento público entre eu e você leitor, das decisões que venho tomando e o resultado delas e também para não abandonar nenhum dos projetos no meio, uma coisa que eu vinha fazendo há um bom tempo.

Tudo começou um belo dia em que acordei pra trabalhar de mau humor e com preguiça como sempre. Chegando no trabalho uma amiga muito próxima me disse o seguinte: “Nossa, Mathew o que você tem?! Você está todo pra baixo, está acontecendo algo na sua vida?”. Até o momento não havia percebido, mas a partir desse dia eu comecei a prestar mais atenção em mim mesmo e então percebi que realmente minha fisionomia não andava das melhores, e o pior é que eu nem sabia o por que.

Passado mais um tempo me reparando, vi que minha vida não estava saindo do lugar. Não havia conquistado muitas coisas há muito tempo e também não estava me forçando a fazer nada que me levasse pra outro nível. Talvez fosse até um princípio de depressão sem saber. Ai que eu tomei a decisão que iria crescer na vida, nem que fosse um pouco a cada dia.

Mas como?! Foi a minha primeira pergunta. Não fazia ideia do que estava errado com minha vida pra estar daquele jeito (na verdade, era estar daquele jeito é que estava errado, só fui perceber tempos depois). Decidi que mudaria 1 coisa significativa na vida por mês.

A primeira coisa que eu fiz foi começar a praticar atividades físicas regularmente. Entrei numa academia e comecei a treinar. Evolui muito fisicamente desde então, nos próximos posts eu conto o que eu fiz para conseguir esta evolução.

A segunda decisão foi: “Vou começar um projeto que me dê retorno financeiro”. Busquei muito na internet maneiras para fazer isso. No fim, cheguei a conclusão que importar produtos e revendê-los seria a melhor opção. Hoje 40% da minha renda vem desta atividade. Todo o desenvolver da atividade vai ficar para os próximos posts também. =)

A terceira grande decisão foi: “Vou começar um hobby!”. Para escolher o hobby, eu voltei as minhas memórias de criança e pensei em tudo que gostaria de fazer naquela época e por um motivo ou outro eu não fiz. Foi então que decidi que começaria a desenhar.

Bom o resumo geral é isso galera, aguardem cenas dos próximos capítulos.